Bola de Estabilidade e Alongamento Banda

OSTEOPATIA

Osteopatia Instituto Lima.png

O que é?

A osteopatia é um método para diagnóstico, tratamento e prevenção que utiliza as mãos para a abordagem terapêutica, sem a utilização de fármacos ou cirurgia. O foco se baseia na origem do sintoma e não onde ele se manifesta, promovendo o equilíbrio corporal e bem estar.

Nossa avaliação é integral, ou seja, olhamos para o corpo como um conjunto de sistemas que se comunicam, por isso é necessário encontrar e tratar a causa principal e não os sintomas.

As técnicas são suaves, provocando o mínimo de desconforto para o cliente.

O foco maior da osteopatia está na origem da dor e não onde ela está localizada. Dessa forma, quando se utiliza o método, entende-se que a dor não é a causa principal da lesão, mas que elas podem ser ocasionadas devido a um desequilíbrio. 

Um entorse de tornozelo, por exemplo, pode ser um fator causal de uma dor no quadril e somente através de uma avaliação detalhada estes desequilíbrios serão expostos para a abordagem terapêutica. 

Assim, a filosofia da osteopatia está fundamentada em um conhecimento profundo de anatomia e fisiologia humana e através dela é possível o reequilíbrio das funções do organismo. 

Utilizada desde o ano de 1874 e criada pelo médico americano de nome Andrew Taylor Still, a osteopatia vem sendo estudada e aprimorada pelos praticantes do método em todo o mundo. 

Yoga at Home

Principais Indicações:

A Osteopatia tem uma ampla indicação, podendo ser usada desde tratamentos pediátricos até tratamentos para indivíduos com idade mais avançada. Com o conceito da busca da homeostasia, que é o equilíbrio das funções do corpo, a osteopatia atua em vários sistemas do corpo, como por exemplo, o sistema de músculo esquelético, responsável pelo nosso aparelho locomotor (músculos, ossos e articulações). 

 

A Osteopatia é indicada para dores crônicas em geral e diversos distúrbios como: 
 

  • Lombalgias (dor lombar); 

  • Protusões/ Hérnias discais; 

  • Neuralgias/ Parestesia (formigamento, queimação nas pernas ou nos braços); 

  • Cervicalgias (dor cervical); 

  • Artroses, tendinites, entorses; 

  • Dores musculares e articulares; 

  • Alterações posturais; 

  • Cefaleias e enxaquecas; 

  • Vertigens; 

  • Distúrbios na articulação têmporo-mandibular e craniofaciais. 

  • Gastrite, hérnia de hiato, alterações digestivas, constipação intestinal. 

  • Em bebês- Refluxos, cólicas intestinais, torcicolos, dificuldade na mamada, reflexos não integrados

  • Em gestantes e seus desconfortos. tomas será abordado e interpretado. Após isso serão feitos alguns testes específicos para a identificação da causa do problema e, em seguida, serão utilizadas técnicas manuais a fim de aliviar os sintomas. 

Benefícios da Osteopatia 

Para a Osteopatia o princípio de tratamento é a unidade do corpo, onde tudo está interligado e como todos os sistemas interagem entre si, para que o tratamento tenha o efeito esperado é necessário que eles estejam em equilíbrio. Portanto para o diagnóstico e cura é necessário o entendimento da fisiologia do organismo integrando todos os sistemas (visceral, craniano e estrutural). 

Assim a indicação vai poder guiar a terapia de acordo com as necessidades de cada sistema, dependendo da avaliação e diagnóstico. 

Como a Osteopatia é feita? 

O tratamento é guiado pelo princípio da autocura. Em inglês, do termo "find, fix and leave", ou seja, determinar a causa, tratar e deixar o corpo se reestabelecer. 

Para isso, o paciente deverá passar por uma avaliação detalhada, em que todo o histórico dos sintomas será abordado e interpretado. Após isso serão feitos alguns testes específicos para a identificação da causa do problema e, em seguida, serão utilizadas técnicas manuais a fim de aliviar os sintomas.